domingo, 14 de junho de 2009

AMIZADE

por Riva Moutinho


Segundo o dicionário, o significado da palavra amizade é “afeição recíproca entre dois entes”. O que parece ser uma definição lógica e conhecida por muitos de nós é também um dos significados mais desconhecidos na prática. Isso porque temos caminhado por um mundo que tem se estruturado em conchavos que, por sua vez, se baseiam na avareza de sentimentos egoístas. Sutilmente, assim como em vários outros termos e significados, vemos a amizade ter o seu significado na prática adulterado e o que antes deveria ser uma demonstração de amor, passou a ser um exemplo claro de estupidez.

Claro que não estou aqui generalizando todos e tudo, apenas gostaria de refletir sobre o que a Bíblia nos traz sobre amizade e, assim, poderíamos refletir sobre nós... cada um sobre si mesmo.

No primeiro verso do capítulo 18 de 1ª Samuel está escrito: “Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma.” A amizade relatada ao longo dos livros de Samuel nos ensinam várias lições.

Jônatas, filho do rei Saul, ajudou a Davi para que este não fosse morto por ele. Davi, em duas oportunidades escolheu não matar a Saul. Primeiro por ser este, apesar de tudo que estava fazendo, um escolhido de Deus; e em segundo por ser este o pai do seu amigo.

Quando soube da morte de Saul e Jônatas mediante um mensageiro que, em mentindo, disse ter matado a ambos. Davi chorou dolorosamente, matou aquele que disse ter matado a Saul, bem como a outros dois que mataram a Isbosete, filho de Saul (2ª Samuel 4) e procurou se havia alguém vivo ainda da casa de Saul para que pudesse agir com bondade e encontrou o filho de Jônatas, Mefibosete (2ª Samuel 9). A este, Davi restituiu todas as terras de Saul bem como passou a sentar-se à mesa juntamente com ele.

Estas atitudes demonstram a sinceridade e o amor da amizade existente entre Davi e Jônatas, antes mesmo de Jesus nascer como homem na terra e dizer: “ame a teu próximo como a ti mesmo.”

O que percebemos é que desde o início Deus sabia que não era bom que o homem estivesse só. E de fato hoje em dia um dos piores males que atingem a humanidade é a solidão que gera a depressão, a ansiedade e outros males emocionais e psicológicos.

Salomão nos diz que “é melhor serem dois do que um”. Uma conclusão lógica para o maior homem sábio já existente, mas note como ele esmiúça as aplicabilidades:

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.” (Eclesiastes 4: 9-12)

A verdade é que não há como serem dois, como dois mesmo, se não existir a amizade que se esbalda do amor, entre eles. E é esta a amizade sincera, que é aquela que produz o bem a todos os envolvidos, que não permite que um se vá pelo caminho mal ou o caminho do engano, sem antes se disponibilizar, conversar, aconselhar. E mesmo que um se vá pelo caminho incerto, o outro continua a tê-lo por perto, apto a levantá-lo. Onde não há condenações, nem tampouco julgamentos, nem muito menos pré-julgamentos. Onde a inveja não encontra lugar de repouso e onde o ódio é desconhecido. Onde não há espaço para mentiras nem tampouco para fingimentos.

Este é o ambiente amigo... e o que não for assim não procede do bem.

Só há amizade se existir amor.

Para completar, gostaria de deixar a letra da música “Amizade Sincera” do Renato Teixeira, um dos grandes músicos brasileiros em minha opinião:

“Amizade sincera é um santo remédio
É um abrigo seguro
É natural da amizade
O abraço, o aperto de mão, o sorriso
Por isso se for preciso
Conte comigo, amigo disponha
Lembre-se sempre que mesmo modesta
Minha casa será sempre sua, amigo.

Os verdadeiros amigos
Do peito, de fé
Os melhores amigos
Não trazem dentro da boca
Palavras fingidas ou falsas histórias
Sabem entender o silêncio
E manter a presença mesmo quando ausentes
Por isso mesmo apesar de tão raro
Não há nada melhor do que um grande amigo.”

Riva Moutinho
BH – 14/06/2009
www.gracaeprosa.com


Assista ao vídeo criado com a música "Amizade Sincera"
Letra e Música: Renato Teixeira
Voz: Renato Teixeira e Dominguinhos





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog Widget by LinkWithin